5 de agosto de 2014

Rendimentos da Modernização de Bibliotecas são revertidos em computadores

CIC pediu, MinC autorizou e juros da conta reverteram em mais este benefício para os 13 estabelecimentos modernizados

Em 2012, o Consórcio Intermunicipal Culturando (CIC) iniciava as duas primeiras ações junto ao Ministério da Cultura (MinC) e cidades consorciadas: Agentes de Leitura e Modernização de Bibliotecas Públicas.
Em 30 de janeiro daquele ano, os livros foram entregues a 13 Bibliotecas Públicas de 9 cidades, em evento realizado em Sertãozinho. Na sequência, licitações e problemas com fornecedores atrasaram – em muito – a entrega de bens como circuladores de ar e móveis.
“Temos que primar pela concorrência justa, transparente e pelo melhor custo-benefício”, destaca Edemilson Sete, secretário executivo CIC.
Apenas em 2014 foi possível concluir todo o processo licitatório, com entregas de acordo com o licitado, sem nenhum problema ocorrer.

f1 f33 2014
Agentes de Leitura e gestores culturais ajudaram na retirada dos livros,
entregues em 2012; além do previsto no convênio, computadores

O outro lado dessa questão é positivo: enquanto o recurso não era repassado aos fornecedores, esteve na conta do convênio, gerando rendimentos.
Após a entrega dos circuladores e almofadas faltantes, para terminar a burocracia do convênio, havia esses rendimentos; a Secretaria Executiva solicitou ao MinC o uso desse recurso para trazer mais benefícios a essas bibliotecas – a compra de um micro-computador para cada estabelecimento.
Eles foram entregues na sede do CIC na tarde desse dia 4 de agosto; serão, agora, repassados a cada uma das 13 bibliotecas modernizadas.
As cidades com bibliotecas beneficiadas são: Ariranha, Barretos (3 bibliotecas), Cajobi, Jaboticabal (2 bibliotecas), Monte Alto, Monte Azul Paulista, Sertãozinho (2 bibliotecas), Viradouro e Vista Alegre do Alto.

 

f2 f33 2014
Maquinário recebido; em breve, as entregas

O convênio
O convênio de Modernização de Bibliotecas, firmado entre MinC, CIC e municípios consorciados teve repasse de recursos de R$ 572 mil do MinC e R$ 143 mil das cidades; dessa forma, cada estabelecimento teve investimento de R$ 55 mil, totalizando R$ 715 mil nesse convênio.
E, agora, com os rendimentos em conta, cada biblioteca pública contemplada receberá um micro-computador no valor de R$ 1.845,00, são R$ 24 mil a mais para as modernizações.
Desde seu início, são R$ 9,5 milhões investidos diretamente em ações culturais e quase R$ 20 milhões de forma indireta. Além do fato dos municípios consorciados fazerem história, ao integrarem o primeiro consórcio público exclusivo de Cultura do País.

Comentários