21 de fevereiro de 2013

Encontro com MinC e CIC reúne 16 cidades em torno de ações culturais

Sertãozinho sediou evento, que tratou sobre editais para produtores culturais negros e gestão cultural no interior paulista

Era para ser um debate sobre os editais lançados pelo Ministério da Cultura (MinC), de forma direta ou através da Funarte ou Biblioteca Nacional, voltados a produtores culturais negros. Mas acabou se tornando amplo debate sobre outras temáticas ligadas à gestão cultural, como Sistema Nacional de Cultura e Lei Rouanet.
Assim aconteceu na manhã de quarta, 20 de fevereiro, no Teatro Municipal “Prof.ª Olympia Faria de Aguiar Adami”, em Sertãozinho.
Gestores culturais, vereadores, associações e artistas de 16 cidades foram recepcionados com café da manhã e as palavras do diretor de Cultura João André da Rocha, que abriu o evento com discurso de atuação em rede como a chave para superação das limitações inerentes à gestão cultural de cada município.
Marcaram presença, além da anfitriã Sertãozinho: Americana, Ariranha, Barretos, Casa Branca, Charqueada, Embaúba, Guaíra, Iracemápolis, Monte Alto, Monte Azul Paulista, Olímpia, Pontal, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto e São Paulo.
Depois, com a palavra, mais uma vez no interior, Valério Bemfica, chefe da Representação do MinC em SP. Acompanhado da assessora Mônica Severo, Bemfica explanou sobre cada um dos editais, voltados a diferentes ações e artes, para produtores culturais negros.
Esses editais são promovidos diretamente pelo MinC, ou por entidades do ministério, como a Fundação Biblioteca Nacional ou Fundação Nacional das Artes – Funarte.
Findada a apresentação, muitas foram as perguntas das cerca de 80 pessoas presentes, com relação aos editais mas se estendendo aos mais diversos campos da gestão cultural, como a nova Lei Rouanet ou adequação dos municípios ao Sistema Nacional de Cultura.
O MinC prossegue percorrendo o estado de SP, em ampla agenda de divulgação e orientação sobre os editais para produtores negros e sobre os passos das políticas públicas de Cultura para o Brasil.

ValerioSertaozinho
Valério Bemfica, do MinC, explana edital de produção audiovisual para jovens

CIC
Já o secretário executivo do Consórcio Intermunicipal Culturando – CIC (parceiro na realização do encontro, junto ao MinC e à Prefeitura de Sertãozinho), Edemilson Sete, destacou os próximos encaminhamentos do CIC.
Nesse sábado, dia 23, pela manhã, em Barretos, acontece o encontro final dos 60 Agentes de Leitura que atuaram em treze cidades; o convênio de um ano acaba em fevereiro.
Na semana que vem terá início a entrega dos mobiliários das 13 bibliotecas modernizadas em ação do Consórcio. Já na sexta que vem, dia 1º de março, Sertãozinho abrigará solenidade de entrega dos dois Pontos de Leitura da cidade – no total, o CIC entregará 22 prêmios aos projetos aprovados, no valor de R$ 20 mil cada.
Para a emenda de R$ 300 mil, voltada ao curso livre de capacitação de gestores culturais, cada cidade consorciada, ainda, terá que indicar, além do gestor de cultura do município, um funcionário público ligado à administração/finanças e, no máximo, mais 3 pessoas da área cultural para participarem, por 6 meses, das aulas, que acontecem aos fins de semana, em parceria com a FAAP de Ribeirão Preto.
O curso é inteiramente gratuito, voltado aos entes consorciados – apenas o transporte até Ribeirão Preto fica por conta das cidades.
Por fim, Sete convidou os presentes para o Encontro Ampliado de Políticas Culturais no Interior Paulista, que acontece no dia 28 de fevereiro, na Casa de Cultura de Guaíra, tendo como pautas Assembleia de Prefeitos do CIC, Espaço Culturando da AGCIP, Exposição Negro Interior, dentre outras.

Comentários